22 de maio de 2009

Insônia com chá de camomila



Durante esses meses no mestrado, conversando com todos meu colegas, não consegui encontrar um que esteja calmo e tranquilo quanto à sua dissertação. Artigos, coleta de dados, prazos, uma série de preocupações que acabam nos levando à insônia. Como tenho sofrido desse mal, resolvi fazer uma postagem destinada a essa alteração do sono.

A insônia é um sintoma que podemos definir como dificuldade de iniciar e/ou de manter o sono, presença de sono não reparador. Isto é, insuficiente para manter uma boa qualidade de alerta e bem-estar físico e mental durante o dia, com o comprimento conseqüente do desempenho nas atividades diurnas.

As principais causas da insônia:
a) Distúrbios que levam à superficialização e à fragmentação do sono (distúrbios de movimentos, especialmente síndrome das pernas inquietas, apnéia obstrutiva do sono e síndrome do aumenta da resistência das vias aéreas superiores) acompanhada ou não de sonolência excessiva diurna.

b) Fatores ambientais e higiene do sono inadequada podem não somente iniciar como manter (cronificar) a insônia.

c) Quase todos os transtornos psiquiátricos podem potencialmente levar à insônia.

d) Doenças neurológicas (degenerativas, epilepsias, demências...) também levam à insônia, por vezes, de difícil controle.

e) Uso de determinadas substâncias como estimulantes, alguns anti-depressivos, anti-hipertensivos.

Para saber mais:

Souza, J.C.; Reimao, R. Epidemiologia da insônia. Psicol. estud, vol.9, n.1, pg. 3-7, 2004.

Imagem:

http://3.bp.blogspot.com/_Jo7lJoQhtjw/SawTYVOLj_I/AAAAAAAAELI/FQNMcATA4ok/s1600-h/insomnia+cartoon+chruch.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário